segunda-feira, 1 de junho de 2009

A Copa e os seus custos.

Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Eis as cidades sedes da copa do mundo de 2014 no Brasil.

O investimento será grande. Rios de dinheiro público serão investidos na infra-estrutura das cidades para estas fiquem em consonância com os modernos estádios que serão reformados ou construídos (em sua maioria, frutos de investimento privado).

Destacarei o projeto do Mineirão, que prevê um custo de dois BILHÕES de reais, valor esse dividido entre o poder publico e a iniciativa privada, confesso não saber em que parcelas.

O fato é que daqui por diante o que se verá é um festival de “lobby`s” de empresas em licitações e contratos. Com a definição das cidades sedes da copa, as obras não deverão demorar muito para começar, e aí é que vamos poder ver claramente o quanto será lucrativo ou não esse investimento que, só nos estádios, girará em torno de cinco bilhões de reais.

Muita água vai rolar... (e muito dinheiro será lavado nessa água).

Um comentário: